OFICINA

Oficina – O QUE SERÁ DO FUTURO DA PRODUÇÃO CULTURAL NO BRASIL?

A produção cultural no Brasil vem sofrendo há anos com a falta de recursos públicos e com os desmontes em programas de cultura. Ainda que tivéssemos avançado bastante, a cultura continua sendo uma das áreas menos lembradas pelo poder público e com os menores orçamentos.

Nessa oficina, a produtora cultural e pesquisadora Inti Queiroz, buscará traçar uma panorama das perspectivas futuras para o setor, tanto em nível estadual, quanto estadual e municipal.

Data: 09 de dezembro de 2018 das 15h30 as 16h30.

30 vagas.

Entrada franca. Não é necessária a inscrição antecipada.

Sobre a oficineira:

Inti Queiroz é paulistana e tem 45 anos. Linguista, filóloga e produtora cultural. Mestre e Doutoranda na FFLCH – USP com pesquisa sobre as políticas culturais brasileiras contemporâneas. Atualmente é professora dos cursos de especialização e extensão em Gestão Cultural no Instituto de Artes da UNICAMP e na PUC Cogeae – SP.  Professora residente no Espaço Cultura e Mercado desde 2012. Consultora e gestora de dezenas de projetos culturais de diversas linguagens artístico-culturais desde 2002. Criadora, curadora e produtora do Festival PIB – Produto instrumental Bruto desde 2007. Produtora executiva dos projetos culturais “Tododomingo Musical em SP” e “Obras em Construção – residências artísticas” na Casa das Caldeiras desde 2014. Fez parte do grupo que elaborou e escreveu o projeto de lei municipal “SP Cidade da Música”, que visa fomentar a música na cidade de SP (PL ainda em trâmite). Militante independente das políticas culturais federais, estaduais e municipais de SP, participa da Frente Estadual de Cultura SP e da Frente Única da Cultura SP.

Os comentários estão encerrados.